As possíveis punições de Guerreiro

Nov 04, 2017

Por ESPN                                                                                                                       

 

O atacante Paolo Guerrero foi flagrado no antidoping por uso de uma "droga social" na partida entre Peru e Argentina, em Buenos Aires, no dia 5 de outubro, pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018.
Segundo apurou a ESPN internacional, a Federação Peruana de Futebol já foi comunicada do fato pela Fifa.

Fontes próximas ao jogador disseram à ESPN Brasil que Guerrero "não sabia de nada" e que "foi surpreendido pela notícia" na manhã desta sexta-feira, quando foi comunicado do resultado do teste.
Ao presidente da Comissão Antidoping da CBF e médico oficial de controle de doping na Fifa, Fernando Solera, o centroavante alegou que usou apenas um medicamento para gripe, confirme apurou a repórter Gabriela Moreira.

Já os advogados do atleta, em contato com a reportagem, informaram que o peruano nega que tenha usado qualquer tipo de substância proibida e aguarda a contraprova do exame para dar um posicionamento oficial sobre o caso.

A Conmebol, por sua vez, disse à reportagem ainda não ter sido comunicada.
A partida em questão acabou 0 a 0, e foi um dos resultados que ajudou o Peru a ficar na zona de repescagem das eliminatórias, à frente do Chile.

Com isso, é praticamente certo que o atacante ficará de fora dos confrontos contra a Nova Zelândia, pela repescagem para ir ao Mundial da Rússia.
Além disso, a punição da Fifa para jogadores flagrados usando drogas sociais costuma ser de 2 a 4 anos de suspensão do futebol profissional.

Os jogos estão marcados para os dias 11 e 16 de novembro.
Guerrero foi o artilheiro do Peru nas eliminatórias, com 5 gols, ao lado do também atacante Edison Flores. Caso ele não possa jogar, o técnico Ricardo Gareca deve optar por usar Raúl Ruidíaz ou Jefferson Farfán na posição de centroavante.

O atacante vem desfalcando o Flamengo desde a 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, por conta de um edema na coxa, mas voltou a treinar no clube neste sexta-feira. A expectativa era ter o matador no jogo contra o Grêmio, em Porto Alegre, no próximo domingo. Na teoria, seria sua última partida antes da apresentação à seleção peruana para os confrontos contra a Venezuela.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.


Anti-spam: complete the task

Vídeos